quinta-feira, 30 de março de 2017

Vai ser pessoa!


  Solta-te. Livra-te de todos os teus complexos e vive como pessoa que és. Liberta-te da imagem que o espelho te dá, experimenta ver-te de olhos fechados. Enfrenta o mundo com a alma e deixa de lado o corpo que carregas. Mas nunca o deixes para trás. Afinal de contas, o corpo é a ferramenta que te permite viver e a forma como cuidas dele irá ditar a qualidade e a duração da tua vida. Mas não permitas que ele seja o teu foco ou até mesmo aquilo que te caracteriza. Ele não passa de um "cartão de visita" e de nada adianta seres visitado se depois o teu conteúdo não for mais forte que o "cartão". Porque tu não és aquilo que a tua aparência transmite. Tu és aquilo que sabes, que pensas e que fazes. Trabalha isso e preocupa-te em seres o melhor possível nesses aspectos. Se o fizeres torna-se mais provável que tudo o resto seja paisagem, quer para ti quer para quem te vê. Haverá sempre quem não consiga vislumbrar quem és para além do que aparentas, mas desses não irá rezar a história da tua vida. Não faças da felicidade um estado de espírito, faz dela uma forma de vida!

  Passei a vida a ouvir algo parecido com "Em terra de cegos quem tem olho é rei" mas acredito mais no "Num mundo cruel de aparências quem sente como um cego é mais feliz".


Sem comentários:

Enviar um comentário